TEATRO DO MONTEMURO - MEMÓRIAS PARTILHADAS

Mem rias  2 1 710 300
15 Outubro 2015
Horário:

CAIXA DE PALCO | 21H30

(“UMA CARTEIRA VAZIA” DE THERESE COLLINS)

O QUE HÁ NA CARTEIRA DE UMA PESSOA DIZ - NOS MUITO SOBRE A PESSOA. A ESCOLHA DE UMA CARTEIRA DE UMA 
PESSOA DIZ - NOS MUITO SOBRE UMA PESSOA.
ANNA, TEM UM FASCÍNIO COM CARTEIRAS, NÃO PODE DEIXÁ-LAS SOZINHAS – ESPECIALMENTE AS DAS OUTRAS PESSOAS.
SE ELA ESTÁ TÃO FASCINADA COM ELAS, POR QUE NÃO PODE ELA ABRIR A
CARTEIRA DA SUA MÃE FALECIDA?

(“O LÁPIS” DE ABEL NEVES)

A CANETA É MAIS PODEROSA QUE UMA ESPADA, OU NO CASO DE DELFIM, UM LÁPIS.
COM UM LÁPIS, VOCÊ PODE DESTRAVAR O MUNDO. É A ESPADA DA VERDADE. PODE TRANSPORTAR UM NAVIO PARA A SEGURANÇA,
PODE TOMAR BANHO DE ERVAS NO MONTEMURO - PODE COLMATAR UMA
LACUNA OU ESCONDER –SE NA FLORESTA.
BEM, PODE NA MÃO DE DELFIM E COM A IMAGINAÇÃO DE DELFIM.

(“A ALMOFADA DE PENAS DE CUCO”DE PETER CANN)

EM 1966 EXISTIAM DOIS AMIGOS ADÃO E FÁBIO QUE FAZIAM TUDO JUNTOS. EM 1966 HOUVE UM CAMPEONATO DO MUNDO E EUSÉBIO
AGRACIAVA O JOGO. EM 1966, UM DOS AMIGOS
APAIXONOU –SE - E TUDO MUDOU.
O QUE FAZES SE NUNCA MAIS VÊS O TEU ÚNICO E VERDADEIRO AMIGO? O QUE FAZES PARA AS COISAS VOLTEM A SER COMO ERAM
ANTES DELA CHEGAR?
O QUE NÃO DEVES FAZER, É DAR AO TEU AMIGO UMA ALMOFADA DE PENAS DE CUCO.

TEXTOS DE PETER CANN, THERESE COLLINS E ABEL NEVES
TRADUÇÃO: GRAEME PULLEYN ; ENCENAÇÃO: STEVE JOHNSTONE
DIREÇÃO MUSICAL: SIMON FRASER
INTERPRETAÇÃO: ABEL DUARTE, EDUARDO CORREIA E PAULO DUARTE

CO –PRODUÇÃO TEATRO DO MONTEMURO E TEATRO NACIONAL D MARIA II


M/12 • 6 EUROS
DURAÇÃO DO ESPETÁCULO APROX.: 1h00