SELVAGEM

Selvagem tmb 2022 1 710 300
09 Abril 2022

 

VINTEeSETE
Festival de Teatro

 

SELVAGEM


Marco Martins propõe em SELVAGEM uma reflexão sobre o uso da máscara em práticas ritualísticas que, desde tempos imemoriais, marcam colectivamente em vários pontos da Europa momentos cruciais como equinócios e solstícios, integrando personagens como o Homem Selvagem, o Urso, a Cabra ou o Diabo.
Somos cada vez mais uma sociedade de máscaras que se escondem atrás de um mundo virtual. Qual o significado atual de máscara? Como pode a convivência com a máscara sanitária transformar a atividade, o ativismo e a identidade de cada um? Vivemos num quotidiano repleto de avatares, caricaturas, memes, aplicações que permitem transformar rosto e corpo e vários tipos de filtros capazes de esbater ainda mais a linha entre rostos e máscaras. A partir da investigação sobre o significado ancestral da máscara, SELVAGEM mapeará o seu valor como possibilidade identitária, bem como a complexidade inerente à multiplicação e intersecção de identidades.

 

Encenação: Marco Martins
Ideia original: Renzo Barsotti
Texto e Dramaturgia: Marco Martins e Patrícia Portela a partir do contributo do elenco
Colaboração e Apoio Dramatúrgico: Alexander Gerner, Charles Fréger, Giovanni Carroni, Rita Cabaço, Vânia Rovisco
Com: Andrea Loi, Giuseppe Carai, Luís Meneses, Marco Abbà, Rafael Costa, Riccardo Spanu e Rubens Ortu

Música: Miguel Abras
Cenografia: Fernando Brízio
Outras Máscaras: Charles Fréger
Projecto, Construção e Montagem Cenográfica: ArtWorks
Desenho de Luz: Nuno Meira
Operação de Luz: Ricardo Campos
Desenho e Operação de Som: Sérgio Milhano
Movimento: Vânia Rovisco
Assistência de Encenação: Rita Quelhas
Pesquisa e Documentação: Zé Pires
Apoio aos Ensaios: Giovanni Carroni, Rita Cabaço, Vânia Rovisco
Consultoria: Doina Isfanoni
Imagens: Andreas Bentzon, Benjamim Pereira / Instituto dos Museus e da Conservação, I.P.

Administração Arena: Ensemble Marta Delgado Martins
Assistência à Produção: Mafalda Teles
Apoio à Produção (Bragança): Luís Manuel Costa
Coordenação de Projecto e Direcção de Produção: Mariana Brandão

Co-produção: Fundação Caixa Geral de Depósitos - Culturgest, Teatro Municipal do Porto - Rivoli, Teatro Municipal de Bragança, Rota Clandestina/Câmara Municipal de Setúbal, Teatro di Sardegna e Arena Ensemble

Apoio: Artopia
Colaboração Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa
Agradecimentos: Alessio Masones, Fernando Tiza, Júlia Almeida e Miguel Rodrigues, Maria Rotar e Teatrul Excelsior, Maurizio Masones, Octávio Marrão, Sòtziu Tenore Nugoresu

Com o apoio financeiro da República Portuguesa - Ministério da Cultura / Direcção Geral das Artes

 

Sexta - feira 08 -  15:00 (PÚBLICO ESCOLAR) - ENTRADA LIVRE até ao limite de lotação. Obrigatório levantar bilhete.

Sábado 09 - 21:00 (PÚBLICO EM GERAL) - 6,00 euros


AUDITÓRIO

 

TICKETLINE@TMB2021_link_3

Horário:

21:00

Preço:

6,00 EUROS