NÃO CANTEIS A VALSA, três cadernos em dueto

Danca em dialogos tmb 2022 1 710 300
22 Janeiro 2022

 

Dança em Diálogos

NÃO CANTEIS A VALSA,
três cadernos em dueto


Um bailado inter-artístico concebido para cinco bailarinos e dois pianistas (Duarte Pereira Martins e Philippe Marques), que propõe um modelo performativo híbrido onde se dissipa a fronteira entre bailado e concerto. Um diálogo vivo entre música e dança que tem como ponto de origem as Melodias Rústicas Portuguesas de Fernando Lopes-Graça e que convoca a imagética intensa e perturbadora da artista visual Helena Almeida. A intemporalidade torna-se, assim, o ambiente desejado para uma performance multifacetada e dialogantemente contemporânea.


Direção Artística: Solange Melo e Fernando Duarte
Coreografia: Fernando Duarte Música: Fernando Lopes-Graça, Melodias Rústicas Portuguesas; Excertos de música regional Portuguesa (recolha de Michel Giacometti e Fernando Lopes-Graça)
Figurinos: José António Tenente Bailarinos: Carlota Rodrigues, Margarida Trigueiros, Valentina Codinha, Joshua Feist e Pedro António Carvalho
Piano: Duarte Pereira Martins e Philippe Marques
Fotografia: Josefa Searle

Produção: Dança em Diálogos
Co-produção: Cine-Teatro Avenida e Município de Castelo Branco
Parceiros: MPMP - Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa Arte Institute
Apoio à criação: Direção-Geral das Artes - República Portuguesa / Cultura
Apoio à criação através de Residências Artísticas: Estúdio LX Dance Estúdios Victor Cordón / OPART, E.P.E. Centro de Dança de Oeiras, Biblioteca Nacional.


AUDITÓRIO
M/6

: 75 MIN.

 

venda de bilhetes on-line em:

TICKETLINE@TMB2022

 

 

Dança em Diálogos_

Fundada em Janeiro de 2018 sob a Direção Artística de Solange Melo e Fernando Duarte, a Dança em Diálogos insere-se num ambiente que procura responder aos desafios da arte contemporânea, desenvolvendo uma plataforma de criação coreográfica que procura uma articulação profunda entre a dança e as diversas expressões artísticas, assim como entre as múltiplas linguagens que a compõem, aprofundando simultaneamente a relação com o público e as diferentes comunidades que o integram. Entre 2018 e 2021 apresentou, em estreia absoluta, os bailados: Murmúrios de Pedro e Inês (vencedor do Prémio de Dança Anna Mascolo nos Mirpuri Foundation Awards 2018), Tudo Quanto Vi - um poema coreográfico para Sophia, O Primo Basílio e Não Canteis a Valsa, três cadernos em dueto, para além da realização de TRÍADE, um vídeo-dança criado a partir deste último bailado.
Qualquer uma das produções desenvolveu, e ainda desenvolve, uma extensa digressão nacional e internacional, reforçando um contributo para alicerçar ações de criação artística que refletem uma identidade cultural contemporânea portuguesa. Aliado às criações coreográficas, a Dd realiza projetos de aproximação à dança, quer seja em formato de atelier associado aos espectáculos de cada produção, quer em residências artísticas em contexto escolar.

 

ddialogos.com

 

 

 

Horário:

21:00

Preço:

6,00 euros