LIVE IN A BOX - SOPA DE PEDRA

Sopa de pedra   live in a box  tmb 2021 1 710 300
21 Março 2021

- LIVE IN A BOX -

SOPA DE PEDRA

 

Sopa de Pedra é um grupo de investigação musical composto por 10 mulheres que, juntas desde pequenas, criam e interpretam à capella arranjos orginiais da música popular portuguesa. Na música tradicional atraiu-as o propósito intrínseco de juntar as gentes e falar sobre a vida de um povo e por meio de harmonizações e arranjos polifónicos exploram a sua riqueza remetendo-a para o contexto da música do mundo actual.

O reportório inclui sobretudo música de transmissão oral das várias regiões portuguesas, estendendo-se dos cânticos mirandeses de Trás-os-Montes às baladas açorianas, das cantigas de adufeiras da Beira Baixa ao Cante alentejano, passando também pelo reportório de cantautores como Zeca Afonso, Amélia Muge, João Lóio ou grupos como Almanaque e GAC.

Há também nele lugar para músicas tradicionais de outros países ou temas originais.

Tal como no conto popular da Sopa de Pedra, a criação musical começa numa base simples - uma pedra, uma tradição, uma melodia, um cantar - à qual se misturam novas vozes, compondo uma harmonia viva que de cada vez que se canta, ou a ela alguém se junta, se reinventa.

Fruto de um trabalho que levou três anos a concluir, lançaram em 2017 na Casa da Música, o seu primeiro albúm “ao longe já se ouvia”, que esgotou num ano. Em 2019 lançaram no Capitólio a 2ª edição, num concerto que contou com a participação de Lula Pena, Daniel Pereira Cristo, Amélia Muge, José Manuel David, José Salgueiro e Cramol.

Estream a 17 de Maio 2020 “O figo que prometeste”, uma criação com a pianista Joana Gama em torno do Ciclo para piano de Lopes Graça “Viagens na minha terra”.

Tendo explorado separadamente algum repertório da música tradicional portuguesa, colaboram agora na criação de uma performance para voz, piano e percussão, reaproximando a herança tradicional e a música erudita num permanente jogo caleidoscópico. Para este projecto contam com o Apoio à Criação Artística da CMP – Criatório.

Para abrir a década, preparam-se para lançar em 2020 o seu segundo albúm, desta vez com repertório original, e com o Apoio à Edição Fonográfica de Intérprete da GDA.

 

 

Auditório . M+12

Bilhetes disponíveis em Bol.PT

Horário:
18H00