Narrativensaio Companhia de Teatro: Cânticos de Barbearia

C nticos de barbearia    tmb 2017 1 710 300
20 Abril 2017

 

Cânticos de Barbearia ou o dia em que Tony de Matos e Lupicínio Rodrigues se encontraram.

Tony de Matos podia ser uma pequena estrela vagueando pela constelação da posteridade, mas preferiu abrir uma barbearia para receber as grandes estrelas.
Um dia, Lupicínio Rodrigues entra pela loja. Tony de Matos reconhece-o e confessa-se seu fã. É o ensejo que não foi possível em vida, apesar de terem frequentado as mesmas salas de espetáculo do Brasil entre 1954 e 1965. Durante um singelo corte de cabelo e um escanhoamento, Tony e Lupicinio põem as afinidades em dia e discutem o mecanismo e a função das dolorosas canções de amor, tema em que se especializaram, principalmente Lupi, a quem se atribui a expressão “dor de cotovelo” e uma breve teorização sobre a sua natureza, ao dividi-la em dor municipal (que se esquece facilmente), dor estadual (que demora meio ano a passar) e dor federal (que fica para sempre e é incurável).

O que é a canção senão um unguento nessa dor eterna? Talvez um efémero tijolo civilizacional que constrói o fair-play moderno e que ensina a arte de sublimar a rejeição.

Texto e direção musical: Carlos Tê ; Encenação, Cenografia e Figurinos: Luísa Pinto
Interpretação: Pedro Almendra, Allex Miranda e Filipa Guedes ; Interpretação musical: Eduardo Silva
Desenho de Luz: Bruno Santos ; Assistente de encenação: Ricardo Regalado
Coprodução: Narrativensaio-AC e Casa das Artes de V. N. de Famalicão

M/12 \\ DURAÇÃO APROX.: 1H00

27 FT - BILHETE ÚNICO (TMB) - 18,00 EUROS
Horário:

21H30 \\ CAIXA DE PALCO

Preço:
6,00 €